Igreja Virtual
Faça Parte
Mantenedores
Atividades
Ministério
Membros
Online
Parceiros
Campanhas

Sentimental

Seis passos para restaurar uma relação

•FALE COM DEUS ANTES DE FALAR COM A PESSOA.
Discuta o problema com Deus. Informe a Deus as suas frustrações, a sua mágoa, insegurança, ou qualquer outra emoção. Diga-lhe o que exactamente sente. Lembre-se ninguém pode satisfazer todas as suas necessidades excepto Deus.

•TOMA INICIATIVA.
Não importa se você é o autor ou o ofendido. Deus espera que você dê o primeiro passo. Não espere pela outra pessoa.

Lembre-se que Jesus disse: “… Se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão…”(Mat.5-23,24).

Agenda um encontro(um face a face) o mais rapidamente possível. Numa separação ou conflito o tempo não cura nada, o atraso só aprofunda ressentimento e torna as coisas piores. Agindo rapidamente você reduz o dano espiritual para você. A Bíblia diz  que os conflitos não resolvidos, bloqueiam nossa comunhão com Deus, e impedem nossas orações de serem respondidas.

Não agende o encontro quando estiver cansado, apressado, ou quando pode ser interrompido. Escolha o melhor momento.

•OUVIR.
Utilize seus ouvidos mais do que a boca. Antes de tentar resolver qualquer conflito você precisa primeiro ouvir os sentimentos da outra pessoa.

É um sacrifício absorver a ira dos outros, principalmente se pessoa é a ofendida. Mas lembre-se que é isso que Jesus fez por você. Ele suportou improcedente, a malicia, a raiva, afim de salvá-lo. Como diz a Bíblia: “…Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam.” (Rom 15-3).

•ACEITAR E CONFESSAR O SEU ERRO.
Pergunte-se a si mesma; Eu sou o problema? estou a ser realista, insensível, ou demasiado sensível?

A confisão é uma ferramenta poderosa para uma reconciliação. Quando você começar humildemente admitir seus erros. Diminui a raíva da outra pessoa e desarma ela do ataque porque provavelmente esperava você para se defender. Não procure desculpas ou transferir culpas. Aceite os seus erros e peça perdão.

•COOPERAR.
Uma reconciliação tem sempre um preço. As vezes, custa o nosso orgulho, a nossa auto estima etc. Portanto faça o melhor para o seu relacionamento.

•ENFATIZAR A RECONCILIAÇÃO E NÃO A RESOLUÇÃO.
Não é realista esperar que todos concordamos a respeito de tudo. Reconciliação centra-se na relação, enquanto que resolução incide sobre o problema. Quando se concentrar na reconciliação, o problema perde o significado e muitas vezes torna-se irrelevante.

Podemos discordar sem ser desagradável. “O mesmo diamante parece diferente apartir de diferentes ângulos.” Deus espera unidade e não uniformidade. Reconciliação significa enterrar o machado, e não necessariamente o problema.

Data de Nascimento
 
Selecione os cursos que deseja ter:
Bacharel em Psicologia Pastoral
Bacharel em Teologia Eclesiástica
Formação de Pastor
Médio em Teologia Eclesiástica
Mestrado em Teologia ênfase em Bibliologia
Títulos que deseja ter:
Associação dos Pastores e Ministros Evangélicos do Brasil
Associação Internacional de Conferencistas Evangélicos
Associação Mundial dos Doutores em Teologia Eclesiástica
Conselho Federal de Pastor
Conselho Internacional de Pastores e Ministros
Seja nosso parceiro com acompanhamento pastoral:
Amigo Parceiro ( R$100,00 à R$300,00)
Amigo Fiel (R$301,00 à R$600,00)
Amigo Perseverante (R$601,00 à R$1.200,00)
Amigo Exclusivo (acima de R$1.200,00)
Receba o óleo ungido e consagre sua casa:
Prosperidade e Multiplicação
Cura e Libertação
Restauração Familiar
Alegria e Renovação Espiritual

Digite os números que você vê acima:

Igreja Virtual
Faça Parte
Redes Sociais
fale conosco